Como a decisão de produzir materiais didáticos podem interferir no planejamento?




Sem dúvidas o livro didático é um excelente parceiro do professor durante o processo de ensino e aprendizagem de língua estrangeira, porém existe situação didática em que é fundamental a adaptação e criação de novos materiais didáticos. Segundo Leffa (2012); “Cada vez mais, a aprendizagem de uma língua estrangeira depende da distribuição de tarefas entre o professor e os recursos disponíveis em seu entorno. ” Em seu artigo intitulado “Sistemas de autoria para a produção de objetos de aprendizagem”, Leffa (2012) discorre sobre como um objeto de aprendizagem pode ser produzido pelo professor e distribuído para os alunos, além de avaliar sua potencialidade no ensino de língua estrangeira. Para esses objetos serem produzidos pelos professores são necessários investimento, estrutura e incentivo, sem dúvida são ferramentas que contribuem positivamente nos espaços educativos.







Segundo a professora Mônica Gardelli, em entrevista ao Canal GNT, a mesma afirma que atualmente os professores dominam as novas tecnologias presentes na sociedade e no mundo dos jovens, porém apenas para o uso pessoal, realização de pesquisas e trabalhos individuais, a dificuldade é conseguir dominar e fazer uso das tecnologias no processo de ensino e aprendizagem. Para isso há vários pontos que precisamos ficar atentos, pois as tecnologias costumam sofrer mudanças repentinas e atualizações constantes, também há a necessidade de se obter estrutura para o uso das tecnologias nas escolas. É importante a dedicação e reserva de tempo para estudar e se apropriar das ferramentas, os professores possuem demandas extensas de trabalho, tanto em sala de aula, como em planejamento. Contudo, para produzir materiais didáticos com o uso das tecnologias é necessária uma mudança radial na prática docente.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo